???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.fjp.mg.gov.br/handle/tede/510
Tipo do documento: Dissertação
Título: Centralização x descentralização: uma análise do arranjo organizacional da função de compras/licitações no contexto da UFMG
Autor: Soares, Lívio Santos 
Primeiro orientador: Ferreira, Frederico Poley Martins
Primeiro membro da banca: Ferreira, Frederico Poley Martins
Segundo membro da banca: Rocha, Elisa Maria Pinto da
Terceiro membro da banca: Ckagnazaroff, Ivan Beck
Resumo: O presente trabalho se propôs a analisar o panorama das compras públicas realizadas na Universidade Federal de Minas Gerais, considerando sua execução de forma descentralizada por suas distintas unidades acadêmicas e administrativas. O objetivo geral da presente pesquisa é analisar se o arranjo institucional para realização das compras públicas é o mais adequado para atender aos princípios que norteiam seus fundamentos legais, tais como eficiência, economicidade, supremacia e indisponibilidade do interesse público. Para desenvolvimento da pesquisa, foi utilizada uma análise comparativa das características e o perfil das aquisições das unidades administrativas e acadêmicas, com o intuito de identificar o cenário de compras existente no arranjo atual da universidade e refletir sobre as implicações decorrentes dele. Para viabilizar tal abordagem, foram utilizados os dados oficiais apresentados no Painel de Compras do Governo Federal do período de 2014 a 2018. Foram realizadas entrevistas semiestruturas com os gestores responsáveis pela execução orçamentárias de unidades para observar sua percepção sobre o panorama de compras, suas particularidades e dificuldades. Assim, o arranjo de compras atual foi analisado considerando o volume e características das aquisições das diferentes unidades acadêmicas e administrativas que integram a universidade. Os resultados obtidos demonstraram que, no nível institucional, existe uma predominância do uso de dispensa de licitação no tocante ao número de processos de compras realizados, seguido pelo pregão e inexigibilidade. Em termos, orçamentários, a modalidade responsável pelo maior volume financeiro empenhado foi o pregão, seguido pela dispensa e inexigibilidade. Observou-se também, à luz dos resultados encontrados, significativa concentração da movimentação financeira em poucas unidades gestoras.
Abstract: O presente trabalho se propôs a analisar o panorama das compras públicas realizadas na Universidade Federal de Minas Gerais, considerando sua execução de forma descentralizada por suas distintas unidades acadêmicas e administrativas. O objetivo geral da presente pesquisa é analisar se o arranjo institucional para realização das compras públicas é o mais adequado para atender aos princípios que norteiam seus fundamentos legais, tais como eficiência, economicidade, supremacia e indisponibilidade do interesse público. Para desenvolvimento da pesquisa, foi utilizada uma análise comparativa das características e o perfil das aquisições das unidades administrativas e acadêmicas, com o intuito de identificar o cenário de compras existente no arranjo atual da universidade e refletir sobre as implicações decorrentes dele. Para viabilizar tal abordagem, foram utilizados os dados oficiais apresentados no Painel de Compras do Governo Federal do período de 2014 a 2018. Foram realizadas entrevistas semiestruturas com os gestores responsáveis pela execução orçamentárias de unidades para observar sua percepção sobre o panorama de compras, suas particularidades e dificuldades. Assim, o arranjo de compras atual foi analisado considerando o volume e características das aquisições das diferentes unidades acadêmicas e administrativas que integram a universidade. Os resultados obtidos demonstraram que, no nível institucional, existe uma predominância do uso de dispensa de licitação no tocante ao número de processos de compras realizados, seguido pelo pregão e inexigibilidade. Em termos, orçamentários, a modalidade responsável pelo maior volume financeiro empenhado foi o pregão, seguido pela dispensa e inexigibilidade. Observou-se também, à luz dos resultados encontrados, significativa concentração da movimentação financeira em poucas unidades gestoras.
Palavras-chave: Licitação
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Serviço Público - Compras
Serviço Público - Eficiência
Área(s) do CNPq: ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO PUBLICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Fundação João Pinheiro
Sigla da instituição: FJP
Departamento: Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho
Programa: Programa de Mestrado em Administração Pública
Citação: Soares, Lívio Santos. Centralização x descentralização: uma análise do arranjo organizacional da função de compras/licitações no contexto da UFMG. 2020. 116 f. Dissertação (Programa de Mestrado em Administração Pública) - Fundação João Pinheiro, Belo Horizonte.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.fjp.mg.gov.br/handle/tede/510
Data de defesa: 31-Mar-2020
Appears in Collections:Dissertações FJP

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FJP05-000482.pdf3,68 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.